Paris em 4 dias: Roteiro perfeito para curtir muito gastando pouco

Paris em 4 dias: Roteiro perfeito para curtir muito gastando pouco

Depois de escutar várias pessoas dizendo que Paris é uma cidade muito cara, resolvi elaborar um roteiro mega econômico pra mostrar que é possível curtir Paris em 4 dias, com direito a conhecer os clichês parisienses e ainda experimentar a gastronomia francesa, sem precisar gastar uma fortuna.

No decorrer deste post, também vou dar muitas dicas para poupar alguns euros. Quando você chegar ao fim, vai mudar a sua visão e vai programar uma viagem para capital francesa. 😉

 

O QUE FAZER EM PARIS EM 4 DIAS

paris-em-4-dias-arco

 

 

PRIMEIRO DIA – Roteiro Paris 4 dias

paris-em-4-dias-3

Considerando que você terá quatro dias cheios (manhã, tarde e noite) em Paris, comece o dia pedindo um croissant e um café na padaria por até uns 4€. De barriga cheia, vá direto na atração principal de Paris, a Torre Eiffel. O período da manhã é ótimo para fazer fotos sem milhares de turistas. Outra vantagem é que você pega menos fila para subir a torre. E falando em subir, o ingresso com acesso aos três níveis custa 17€ e você pode comprar com antecedência pela internet. Dependendo do tempo que ficar na região e se bater uma fominha, pode comer um crepe (entre 5€ e 6€) em um dos quiosques espalhados entre a Torre Eiffel e o Trocadéro.

Visto a Dama de Ferro, é hora de caminhar até o Museu Rodin (79 Rue de Varenne), onde tem um acervo com mais de 300 obras do artista francês. A entrada com acesso à casa + jardim custa 10€, mas dá pra comprar ingresso só para o jardim (4€) e ver inúmeras esculturas, incluindo a famosa obra O Pensador. É um dos meus museus favoritos!
paris-em-4-dias-rodin
Você vai estar perto da região de Saint-Germain, doze minutos andando. Nesta parada, você pode conhecer a loja de departamentos Le Bon Marché (24 Rue de Sèvres). Para os religiosos, ao lado está a capela de Nossa Senhora da Medalha milagrosa (140 Rue du Bac), com uma lojinha cheia de itens religiosos de todos os preços.

Seguindo em frente, chegaremos a avenida Boulevard Saint Germain onde você vai encontrar dois cafés muito famosos, Café de Flore e Les Deux Magots. Ambos foram frequentados por Hemingway, Zelda e Fitzgerald, Sartre e vários outros intelectuais. Os cafés são bem legais, mas como é um roteiro econômico, a sugestão é só conhecer do lado de fora, pois um simples café expresso vai te custar 4,60€ e um café com leite 5,70€. Você pode gastar esse dinheiro provando um dos melhores macarons de Paris na loja Pierré Hermé (72 Rue Bonaparte) – Não é o mais barato (em média 5€), mas você merece provar um macaron de verdade e totalmente diferente do que vende no Brasil.

paris-em-4-dias-cafes

⇒ No final do post, dicas para economizar com a alimentação e hospedagem.

paris-em-4-dias-outono

 

Depois, você pode ir descansar as pernas na região do Quartier Latin, mais precisamente no Jardin de Luxemburgo. Um belo lugar, com cadeiras de descanso, quiosques e banheiros. Na sequência, siga para ver (do lado de fora) o Panteão, monumento onde está a sepultura de Voltaire e outros ícones.

Pra finalizar o dia, ande mais uns dez minutos até a Grande Mesquita de Paris. Na verdade até o café da mesquita, para comer um pedaço de bolo com pistache (os doces são baratinhos) e um chá de menta bem gostoso que custa só 2€. Depois procure a rede de supermercados Monoprix (perto da mesquita tem vários) para comprar o seu café da manhã dos demais dias. E para o jantar, pode comer algo na região ou, se tiver micro-ondas aonde está hospedado, pode passar na Picard (loja de congelados) e comprar um prato pronto. Os produtos são de qualidade e o prato ponto uma delícia – eu compro direto pra comer em casa. =)

 

 

 

SEGUNDO DIA – Roteiro Paris 4 dias

paris-em-4-dias-arco-triunfoVamos começar o dia pelo Arco do Triunfo, monumento construído para celebrar as vitorias de Napoleão. Faça várias fotos do arco, mas não pague para subir até o topo. Você pode ver a cidade de cima em outro lugar, sem pagar nada. Depois caminhe por uma das mais famosas avenidas do mundo, a Avenue des Champs-Élysées, onde estão várias lojas, cafés e restaurantes. A partir desta avenida, siga em direção à ponte mais linda de Paris, Ponte Alexandre III. Vai te render belas fotos!

Para fazer uma pequena pausa, o lugar perfeito é o Jardim das Tulherias (Jardin des Tuileries). Além de lindo, dispões de várias espreguiçadeiras e um mini lago fofinho. No verão, é ótimo para fazer um piquenique bem parisiense. Descansado, é hora de bater perna dentro do Museu do Louvre (75001). O ingresso custa 15€ e você vai precisar de, no mínimo, umas três horas para ver uma parte do museu (na minha primeira vez, gastei um dia inteiro para ver tudo). Não deixe de ver a famosa Mona Lisa, a Vênus de Milo, os artefatos egípcios e gregos. Para evitar filas na entrada, você pode comprar com antecedência no site oficial do museu.

paris-em-4-dias-louvre

Fechando o dia, caminhe em direção ao lindo prédio onde está instalado a Ópera de Paris (Place de l’Opéra). Nos arredores, você encontra vários lugares para comer e as Galeries Lafayette (Boulevard Haussmann), com a sua cúpula de vidro maravilhosa. Lembra que falei de um lugar pra ver a cidade? Então, a loja possui um terraço com acesso gratuito, onde você pode ver Paris do alto.

 

 

 

TERCEIRO DIA – Roteiro Paris 4 dias

Inicie o dia no bairro mais charmoso de Paris. Em Montmartre você tem inúmeras coisas para fazer gratuitamente. Primeira parada é na Basílica de Sacré-Cœur, uma igreja toda branquinha bem linda. Nos arredores da igreja, você pode ir até a Place du Tertre, praça cheia de artistas de rua, cafés e restaurantes; fazer umas fotos da La Maison Rose (2 Rue de l’Abreuvoir), bar restaurante de esquina rosa todo fofo; andar pelas ruas arborizadas e se maravilhar com as construções charmosinhas.

paris-em-4-dias-montmartre

Descendo em direção ao Moulin Rouge, você pode fazer uma parada na pracinha onde está o Le mur des je t’aime (Square Jean Rictus), parede com “eu te amo” escrito em vários idiomas. Depois caminhe pela Rue des Abbesses até chegar na Rue Lepic, onde está situado o Café des Deux Moulins, local onde foi gravado cenas do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”. Se você for muito fã, entre e peça algo. Agora se não fizer questão, pode almoçar um Croque Madame (9€) em um bar na frente chamado Lux Bar. 

paris-em-4-dias-montmartre-2

Após o almoço, você fará a última parada, em Montmartre, no famoso cabaré Moulin Rouge. Feito milhares de fotos, pegue o metrô (estação Blanche) sentido à Catedral Notre-Dame, um dos pontos turísticos mais visitados de Paris. No interior da igreja, você não vai pagar nada, mas se quiser subir até o topo, o valor do ingresso é 10€. Nas proximidades, você pode visitar a livraria inglesa Shakespeare and Company (37 Rue de la Bûcherie). É uma gracinha! Mas não vá no café ao lado porque é só um café “pega-turista” (atendimento ok e café meio sem graça). Outro lugar para visitar é a Fontaine Saint-Michel (Place Saint-André des Arts), está entre as mais belas fontes da Cidade Luz.

paris-em-4-dias-10

Logo depois, atravesse a Île de la Cité para chegar até a região mais descolada de Paris. Estou falando do bairro Le Marais, onde tem muita coisa pra fazer. Minha sugestão é caminhar sem compromisso pelo bairro. Pode fazer uma paradinha na loja Fleux (Rue Sainte Croix de la Bretonnerie) para garimpar algum objeto design com preço bom (não é difícil achar). Também experimentar o famoso sanduíche com fallafel do L’As du Fallafel (34 Rue des Rosiers), por 6€. Vá perambulando pelas ruas até chegar na Place des Vosges, praça mais antiga de Paris, onde pode descansar, antes de ir conhecer a Maison Victor Hugo. Aproveite a entrada gratuita do museu para ver como era a casa do autor do livro Os Miseráveis.

paris-em-4-dias-le-marais

Você pode terminar o seu dia nessa região ou ir ao bairro vizinho, Bastille, para tomar um drinque em um bar secreto. Isso mesmo! Você entra em uma pizzaria, vai até o fundo, abre a porta que parece ser do estoque e voilà! Você vai cair em um bar com bons coquetéis (entre 13€ e 17€) ao som de jazz. Bem no estilo daqueles bares proibidos de antigamente. O Moonshiner (5 Rue Sedaine) é pequeno, mas muito aconchegante. Acho super válido você gastar um pouquinho para ter uma experiência diferente.

 

 

QUARTO DIA – Roteiro Paris 4 dias

Pra finalizar a sua estadia em terras francesas, a sugestão é sair de Paris em direção ao maior símbolo da época que a França era uma potência mundial, o Palácio de Versalhes. Para chegar ao destino do dia, a melhor opção é pegar o transporte público RER C5 e descer na estação Versailles Rive Gauche.

paris-em-4-dias-versalhes

Prepare-se para gastar, praticamente, um dia inteiro no passeio e 15€ com o ingresso. Aproveite ao máximo o seu bilhete que inclui visita (com audioguia) ao castelo principal, acesso às exposições temporárias e aos jardins lindíssimos. Não deixe de conhecer os grandes apartamentos do rei e da rainha, a maravilhosa Galeria dos Espelhos, a Capela Real, a galeria das Batalhas, os apartamentos das Damas e a galeria de História do Castelo.

paris-em-4-dias-palacio-versalhes

Quando retornar à Paris, faça a sua despedida da Cidade Luz admirando a Torre Eiffel a noite, toda iluminada e piscando. Todas as noites, a cada hora cheia, ela fica piscando durante 10 minutos. Assim, você irá embora com uma bela lembrança de Paris.

 

 

DICAS PARA ECONOMIZAR EM PARIS EM 4 DIAS

paris-em-4-dias-torrePassagem aérea –  A melhor forma de conseguir uma passagem barata é ficar de olho no sites de passagens e cadastrar vários alertas. Eu gosto muito do site Skyscanner para pesquisar passagens, mas sempre compro direto no site da companhia aérea mais barata (assim evito taxas hehe).

♦ Transporte – Como deve ter reparado, dá pra visitar muitos lugares andando a pé. Contudo, você vai precisar usar o transporte público de vez em quando. Sugiro, no primeiro dia, comprar um carnet com 10 bilhetes por 14,10€, pois o bilhete individual custa 1,90€. O ticket é aceito no metrô, RER (dentro de Paris) e ônibus.

Para o translado entre o aeroporto e o local onde vai se hospedar, prefira usar os transportes públicos de Paris. Você vai fazer uma grande economia se evitar os táxis franceses.

Alimentação – Além das dicas que já deixei no guia, você pode economizar procurando sempre estabelecimentos que oferecem formulas do dia. Principalmente para o almoço, é comum encontrar nos restaurantes a formula-midi (formula do meio-dia), entre 10€ e 16€, com um menu que inclui entrada + prato principal ou prato principal + sobremesa, ou ainda pode ser completo. Em alguns lugares, a formula inclui uma taça de vinho, mas caso não tenha, peça água da torneira que é boa para o consumo e deve ser servida gratuitamente (é lei). Outra forma de economizar, são as comidas rápidas de rua como o sanduíche na baguete e o crepe.

 

 

HOSPEDAGEM PARA 4 DIAS EM PARIS

A hospedagem é um dos itens que mais pesam em uma viagem, ainda mais se o destino for Paris. Entretanto, é possível poupar euros se você ficar em um hostel. Selecionei alguns dos melhores albergues de Paris.

paris-em-4-dias

Generator Hostel (a partir de 23€) – Presente em vários países, esse hostel oferece wi-fi gratuito, recepção 24 horas, elevador, restaurante e terraço com uma vista maravilhosa de Paris.

Youth Hostel BVJ (a partir de 19€) – Ao todo são quatro albergues em Paris. Todos bem localizados e com café da manhã incluso na diária.

Plug-Inn Boutique Hostel (a partir de 25€) – Próximo a estações de metrô e do famoso Moulin Rouge, possui elevador, wi-fi grátis, serviço de transfer de/para os aeroportos e café da manhã grátis.

 

 

Viu só?! Dá pra curtir muito Paris em 4 dias sem ter que gastar uma fortuna!

Vem Comigo? 😛

Bisou!

41 respostas

  1. Muito bom seu roteiro…Parabéns!!! Vou em maio e já anotei tudo pra seguir direitinho. =)

    1. Oba!! Fico feliz que gostou! Depois que usar, me conta a sua experiência. Bisous!

  2. Maravilha de roteiro! Estava necessitando ter base de preços de comidinhas!

    1. Oi Neuza! Que bom que gostou! =)
      Volte sempre para ver mais dicas.
      Bisous!

  3. Muito bom o roteiro e as dicas principalmente as relacionadas a alimentação. Estava um pouco assustado com Paris, mas as sua dicas mostraram que é possível economizar na cidade!
    Estarei na cidade dia 04/02/2017…
    Que venha Paris 🙂

    1. Oi, Bruno! Super dá pra comer bem em Paris e sem gastar uma fortuna. 😉

  4. Amei… Perfeito parabéns. Também amo está cidade.

  5. Ola !!Adorei seu post .Eu estarei em Paris no final de fevereiro e pretendo comprar roupas de frio (casaco,botas) e tb roupas bacanas com preços bacanas.Oque vc pode me sugerir???Obrigada e um grande Abraço!!

    1. Fico feliz que gostou, Marilda!
      Para comprar roupas de frio com preço bom, recomendo Zara, H&M, Uniqlo e Mango.
      Nessas lojas vc encontra coisas bem legais. 😉

  6. oi Rafaela Borges adorei tds suas dicas, vou a Paris de 24 a 30/05, já faz uns 6 meses q pesquiso td e queria saber , já li em algum lugar mas n me lembro o q é RER? é ônibus, outra coisa onde.compro coisas p.lembranças tipo lojas americanas aki do brasil? e onde fica a Zara em Paris obrigrada

    1. Oi, Malu! Fico super feliz que gostou das dicas. =)
      Olha só, RER é um trem que atende Paris e região e uma loja tipo lojas americanas teria o Monoprix.
      Quanto a Zara, existem várias lojas em Paris, pertinho das Galeries Lafayette e na avenida Champs-Élysées. 😉

      Bisous!

  7. Oi Rafaela! Em Versalles da para ir e não pagar ingresso? Queria ir apenas para o jardim para fazer piquenique…
    Tksss ;))

    1. Laís, geralmente a entrada para os jardins é gratuita, exceto entre em abril e outubro nos dias de Grandes Eaux e Jardins Musicaux.
      😉

  8. Rafaela, adorei suas dicas! Para esse seu roteiro, vc acha que vale a pena o Paris Pass Lib? 5 dias? Pois ficarei 4 dias e meio em Paris. Obrigada!

    1. Oi Michelle! Fico super contente que gostou! =)
      Olha, se você pretende visitar muitas atrações pagas e não quer andar tanto a pé, pode ser interessante sim.
      O ideal é você ver direitinho o seu roteiro, pois muitos lugares tem entrada gratuita e muitas vezes você não precisa de transporte público.

      Espero ter ajudado. 😉
      Bisous

  9. Rafaela, muitissimo obrigada pelo retorno. Vou abusar um pouquinho de seus conhecimentos, posso? Estou realmente perdida, como cego em tiroteio…rs.
    Quero andar muito a pé por Paris, conhecer o maximo de ruazinhas fofas e charmosas que tenho visto nas fotos. Não sou conhecedora de artes, mas escuto que SIM, tenho que entrar no Louvre (vc concorda)? E com relação aos outros museus? Lembrando que não entendo muito de obra…rs . Unica certeza que tenho é que vou subir a Torre, barco no Sena, Versalhes…o restante tenho muita duvida. Ahhh, e não queremos gastar muito… Sendo assim, a pergunta que não quer calar : Compro Paris Pass Lib ou não? S´il vous plait aidez-moi? Bisous 🙂

    1. Oi Michelle,
      Honestamente, se vc não é muito fã de museu de arte, pode pular essa parte. No entanto, o Louvre é O Louvre, né?! hehe Vc não precisa visitar o museu inteiro, pode olhar no mapa as áreas que mais te interessam (eu amei a parte de arte egípcia). Um outro museu que acho bacana é o Museu Rodin pq tem um jardim cheio de esculturas e é bem bonito. Vc pode passear lá e tomar um café no jardim.
      Quanto ao Paris Pass Lib, como a ideia é não visitar muitos lugares pagos, eu não compraria, mas fica à seu critério. 😉

      Bisous

    1. Obrigada, Nei!! Fico contente que o post foi útil para vc. 🙂

      Bisous!

  10. Cara Rafaela
    Estive uma vez em Paris e tive oportunidade de conhecer muitos itens “obrigatórios (subi torre,museu Louvre,Champs Elysees, onibus turismo hop on hop off.passeio de barco, pont neuf,galleries Laffaiete…)mas.o tour “comidinhas locais” ficou a desejar. Seria abuso pedir umas dicas “econômicas ” ou “nao pode perder a qq preco” neste item gastronômico pra mim??. (Tb pude degustar queijos e vinhos levados pro.hotel onde hospedei, mas queria sentar em lugares gostosos e molhar a palavra????????) Vc me ajuda??????????obrigaada pelo seu precioso tempo!

  11. Em tempo, vc brilhou em suas dicas.
    Guardando todas pra próxima viagem!
    Parabéns

  12. ulala! 4 dias é muito pouco..gostaria de uns 10 dias…

    1. Verdade! Eu diria uns 10 dias no mínimo… hehe

  13. Rafaela, outra forma de se hospedar em Paris sem gastar muito é alugar apartamento. Sempre vou com mais duas ou três amigas e é possível passar um mês pagando 400 euros cada, mais ou menos. Para quem não usa muito internet pode ser um pouco chato fazer contrato, pagar agência, essas coisas. Talvez o Airbnb funcione melhor. Eu uso a Lodgis ou Paris Atittude. Claro que com agência tem que enfrentar a caução, mas é um dinheiro que se recebe de volta e já fica para uma próxima viagem. Por dia ou semana há regras mais fáceis. Só uma dica para quem quiser passar mais tempo e saborear Paris com mais calma.

    1. Oi Jacqueline, td bem?
      Verdade! Alugar um apto é uma boa opção para economizar.
      Muito obrigada pela sugestão. 🙂

      Bisous!

  14. Adorei sua dicas,Rafaela!!Vou agora em Junho.Me disseram que há restaurantes portugueses baratos. Você conhece algum?
    Obrigada !

    1. Oi, Henrique!
      Pra ser sincera, não conheço muitos restaurantes portugueses. E os restaurantes brasileiros bons que conheço o prato varia entre 20 e 30 euros.

  15. Amei suas dicas fui para Paris a 2 semanas. E não consegui conhecer alguns lugares que mencionou, mas no ano que vem irei programar , vou pedir algumas dicas a você, fui sem guia, fica difícil conhecer tudo.
    Grande abraço.
    Simone

    1. Aiii que amor de mensagem!!!
      Fico TÃO feliz que minhas dicas te ajudaram.
      Sabe que o bom é quando a gente não consegue ver tudo de uma vez, pois assim fica um ou vários motivos para voltar, não é?! 😉

      Ps: Pode pedir dicas quando retornar à Paris. Será um prazer te ajudar!

      Bisous!

  16. Amei suas dicas. Gostaria de ir em dezembro e passar natal e ano novo em Paris.
    O custo fica muito alto?
    Obrigada!

    1. Que bom que gostou das dicas !! =)
      Assim como no Brasil, os restaurantes ficam mais caros na noite da ceia, natal e ano novo, e é recomendado fazer reserva com antecedência.
      Apenas uma dica: Ano Novo não tem a mesma animação (com muitos fogos) igual tem no Brasil.

  17. Adorei todas as dicas. Ainda sem uma data para viajar suas dicas me deixaram mais otimistas em relação a gastos com uma viagem a Paris. Sonho com isso. Obrigada!!!

  18. Adoramos! Eu e minha esposa vamos passar 4 dias em Paris para nossa lua de mel em novembro, infelizmente o tempo é curto mas sei que vamos aproveitar muito. Adoramos as dicas! Fiquei curiosíssimo pelo bar escondido! 🙂
    Você aconselha algum evento entre 1 e 5 de novembro?

    Merci!

    1. Gabriel, os bares escondidos são realmente muito interessantes. Valem a pena! 😉
      Que tipo de evento vcs estão buscando? Se preferir, pode escrever um email para contato@vemcomigo.fr

  19. Olá Rafaela, parabéns pelo site, muito bacana mesmo. É a minha primeira vez em Paris e estou garimpando as suas dicas. Irei no final de novembro e estou com uma dúvida em relação à hospedageem. Vc indica aqui o hostel Plug Inn , porém a região que ele se localiza é distante do centro e em outros posts seus, ñ vi indicação para essa região.

    1. Obrigada, querida!
      Esse hostel fica afastado do centro de Paris, mas está em Montmartre que é um bairro bem turístico e está pertinho do metrô. 😉

      Bisous!

  20. Olá, Rafaela! Muito boas as suas dicas!
    Estarei em Paris de 10 a 15 de novembro e
    Como não curto muito frio, gostaria de ter uma ideia das temperaturas nessa época e dicas do que levar na mala para poder aproveitar todas as dicas do seu roteiro. Obrigada

  21. Oi Rafaela, adorei o seu blog, e li suas dicas de roteiro de 4 dias, então pergunto é possível fazer tranquilamente em pleno mês de fevereiro? na média qual a temperatura que faz nessa época? Neva ?
    Helllp me

Comentários estão fechados.