Paris em 4 dias: Roteiro perfeito para curtir muito gastando pouco

Paris em 4 dias: Roteiro perfeito para curtir muito gastando pouco

Depois de escutar várias pessoas dizendo que Paris é uma cidade muito cara, resolvi elaborar um roteiro mega econômico pra mostrar que é possível curtir Paris em 4 dias, com direito a conhecer os clichês parisienses e ainda experimentar a gastronomia francesa, sem precisar gastar uma fortuna.

No decorrer deste post, também vou dar muitas dicas para poupar alguns euros. Quando você chegar ao fim, vai mudar a sua visão e vai programar uma viagem para capital francesa. 😉

 

O QUE FAZER EM PARIS EM 4 DIAS

paris-em-4-dias-arco

 

 

PRIMEIRO DIA – Roteiro Paris 4 dias

paris-em-4-dias-3

Considerando que você terá quatro dias cheios (manhã, tarde e noite) em Paris, comece o dia pedindo um croissant e um café na padaria por até uns 4€. De barriga cheia, vá direto na atração principal de Paris, a Torre Eiffel. O período da manhã é ótimo para fazer fotos sem milhares de turistas. Outra vantagem é que você pega menos fila para subir a torre. E falando em subir, o ingresso com acesso aos três níveis custa 17€ e você pode comprar com antecedência pela internet. Dependendo do tempo que ficar na região e se bater uma fominha, pode comer um crepe (entre 5€ e 6€) em um dos quiosques espalhados entre a Torre Eiffel e o Trocadéro.

Visto a Dama de Ferro, é hora de caminhar até o Museu Rodin (79 Rue de Varenne), onde tem um acervo com mais de 300 obras do artista francês. A entrada com acesso à casa + jardim custa 10€, mas dá pra comprar ingresso só para o jardim (4€) e ver inúmeras esculturas, incluindo a famosa obra O Pensador. É um dos meus museus favoritos!
paris-em-4-dias-rodin
Você vai estar perto da região de Saint-Germain, doze minutos andando. Nesta parada, você pode conhecer a loja de departamentos Le Bon Marché (24 Rue de Sèvres). Para os religiosos, ao lado está a capela de Nossa Senhora da Medalha milagrosa (140 Rue du Bac), com uma lojinha cheia de itens religiosos de todos os preços.

Seguindo em frente, chegaremos a avenida Boulevard Saint Germain onde você vai encontrar dois cafés muito famosos, Café de Flore e Les Deux Magots. Ambos foram frequentados por Hemingway, Zelda e Fitzgerald, Sartre e vários outros intelectuais. Os cafés são bem legais, mas como é um roteiro econômico, a sugestão é só conhecer do lado de fora, pois um simples café expresso vai te custar 4,60€ e um café com leite 5,70€. Você pode gastar esse dinheiro provando um dos melhores macarons de Paris na loja Pierré Hermé (72 Rue Bonaparte) – Não é o mais barato (em média 5€), mas você merece provar um macaron de verdade e totalmente diferente do que vende no Brasil.

paris-em-4-dias-cafes

⇒ No final do post, dicas para economizar com a alimentação e hospedagem.

paris-em-4-dias-outono

 

Depois, você pode ir descansar as pernas na região do Quartier Latin, mais precisamente no Jardin de Luxemburgo. Um belo lugar, com cadeiras de descanso, quiosques e banheiros. Na sequência, siga para ver (do lado de fora) o Panteão, monumento onde está a sepultura de Voltaire e outros ícones.

Pra finalizar o dia, ande mais uns dez minutos até a Grande Mesquita de Paris. Na verdade até o café da mesquita, para comer um pedaço de bolo com pistache (os doces são baratinhos) e um chá de menta bem gostoso que custa só 2€. Depois procure a rede de supermercados Monoprix (perto da mesquita tem vários) para comprar o seu café da manhã dos demais dias. E para o jantar, pode comer algo na região ou, se tiver micro-ondas aonde está hospedado, pode passar na Picard (loja de congelados) e comprar um prato pronto. Os produtos são de qualidade e o prato ponto uma delícia – eu compro direto pra comer em casa. =)

 

 

 

SEGUNDO DIA – Roteiro Paris 4 dias

paris-em-4-dias-arco-triunfoVamos começar o dia pelo Arco do Triunfo, monumento construído para celebrar as vitorias de Napoleão. Faça várias fotos do arco, mas não pague para subir até o topo. Você pode ver a cidade de cima em outro lugar, sem pagar nada. Depois caminhe por uma das mais famosas avenidas do mundo, a Avenue des Champs-Élysées, onde estão várias lojas, cafés e restaurantes. A partir desta avenida, siga em direção à ponte mais linda de Paris, Ponte Alexandre III. Vai te render belas fotos!

Para fazer uma pequena pausa, o lugar perfeito é o Jardim das Tulherias (Jardin des Tuileries). Além de lindo, dispões de várias espreguiçadeiras e um mini lago fofinho. No verão, é ótimo para fazer um piquenique bem parisiense. Descansado, é hora de bater perna dentro do Museu do Louvre (75001). O ingresso custa 15€ e você vai precisar de, no mínimo, umas três horas para ver uma parte do museu (na minha primeira vez, gastei um dia inteiro para ver tudo). Não deixe de ver a famosa Mona Lisa, a Vênus de Milo, os artefatos egípcios e gregos. Para evitar filas na entrada, você pode comprar com antecedência no site oficial do museu.

paris-em-4-dias-louvre

Fechando o dia, caminhe em direção ao lindo prédio onde está instalado a Ópera de Paris (Place de l’Opéra). Nos arredores, você encontra vários lugares para comer e as Galeries Lafayette (Boulevard Haussmann), com a sua cúpula de vidro maravilhosa. Lembra que falei de um lugar pra ver a cidade? Então, a loja possui um terraço com acesso gratuito, onde você pode ver Paris do alto.

 

 

 

TERCEIRO DIA – Roteiro Paris 4 dias

Inicie o dia no bairro mais charmoso de Paris. Em Montmartre você tem inúmeras coisas para fazer gratuitamente. Primeira parada é na Basílica de Sacré-Cœur, uma igreja toda branquinha bem linda. Nos arredores da igreja, você pode ir até a Place du Tertre, praça cheia de artistas de rua, cafés e restaurantes; fazer umas fotos da La Maison Rose (2 Rue de l’Abreuvoir), bar restaurante de esquina rosa todo fofo; andar pelas ruas arborizadas e se maravilhar com as construções charmosinhas.

paris-em-4-dias-montmartre

Descendo em direção ao Moulin Rouge, você pode fazer uma parada na pracinha onde está o Le mur des je t’aime (Square Jean Rictus), parede com “eu te amo” escrito em vários idiomas. Depois caminhe pela Rue des Abbesses até chegar na Rue Lepic, onde está situado o Café des Deux Moulins, local onde foi gravado cenas do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”. Se você for muito fã, entre e peça algo. Agora se não fizer questão, pode almoçar um Croque Madame (9€) em um bar na frente chamado Lux Bar. 

paris-em-4-dias-montmartre-2

Após o almoço, você fará a última parada, em Montmartre, no famoso cabaré Moulin Rouge. Feito milhares de fotos, pegue o metrô (estação Blanche) sentido à Catedral Notre-Dame, um dos pontos turísticos mais visitados de Paris. No interior da igreja, você não vai pagar nada, mas se quiser subir até o topo, o valor do ingresso é 10€. Nas proximidades, você pode visitar a livraria inglesa Shakespeare and Company (37 Rue de la Bûcherie). É uma gracinha! Mas não vá no café ao lado porque é só um café “pega-turista” (atendimento ok e café meio sem graça). Outro lugar para visitar é a Fontaine Saint-Michel (Place Saint-André des Arts), está entre as mais belas fontes da Cidade Luz.

paris-em-4-dias-10

Logo depois, atravesse a Île de la Cité para chegar até a região mais descolada de Paris. Estou falando do bairro Le Marais, onde tem muita coisa pra fazer. Minha sugestão é caminhar sem compromisso pelo bairro. Pode fazer uma paradinha na loja Fleux (Rue Sainte Croix de la Bretonnerie) para garimpar algum objeto design com preço bom (não é difícil achar). Também experimentar o famoso sanduíche com fallafel do L’As du Fallafel (34 Rue des Rosiers), por 6€. Vá perambulando pelas ruas até chegar na Place des Vosges, praça mais antiga de Paris, onde pode descansar, antes de ir conhecer a Maison Victor Hugo. Aproveite a entrada gratuita do museu para ver como era a casa do autor do livro Os Miseráveis.

paris-em-4-dias-le-marais

Você pode terminar o seu dia nessa região ou ir ao bairro vizinho, Bastille, para tomar um drinque em um bar secreto. Isso mesmo! Você entra em uma pizzaria, vai até o fundo, abre a porta que parece ser do estoque e voilà! Você vai cair em um bar com bons coquetéis (entre 13€ e 17€) ao som de jazz. Bem no estilo daqueles bares proibidos de antigamente. O Moonshiner (5 Rue Sedaine) é pequeno, mas muito aconchegante. Acho super válido você gastar um pouquinho para ter uma experiência diferente.

 

 

QUARTO DIA – Roteiro Paris 4 dias

Pra finalizar a sua estadia em terras francesas, a sugestão é sair de Paris em direção ao maior símbolo da época que a França era uma potência mundial, o Palácio de Versalhes. Para chegar ao destino do dia, a melhor opção é pegar o transporte público RER C5 e descer na estação Versailles Rive Gauche.

paris-em-4-dias-versalhes

Prepare-se para gastar, praticamente, um dia inteiro no passeio e 15€ com o ingresso. Aproveite ao máximo o seu bilhete que inclui visita (com audioguia) ao castelo principal, acesso às exposições temporárias e aos jardins lindíssimos. Não deixe de conhecer os grandes apartamentos do rei e da rainha, a maravilhosa Galeria dos Espelhos, a Capela Real, a galeria das Batalhas, os apartamentos das Damas e a galeria de História do Castelo.

paris-em-4-dias-palacio-versalhes

Quando retornar à Paris, faça a sua despedida da Cidade Luz admirando a Torre Eiffel a noite, toda iluminada e piscando. Todas as noites, a cada hora cheia, ela fica piscando durante 10 minutos. Assim, você irá embora com uma bela lembrança de Paris.

 

 

DICAS PARA ECONOMIZAR EM PARIS EM 4 DIAS

paris-em-4-dias-torrePassagem aérea –  A melhor forma de conseguir uma passagem barata é ficar de olho no sites de passagens e cadastrar vários alertas. Eu gosto muito do site Skyscanner para pesquisar passagens, mas sempre compro direto no site da companhia aérea mais barata (assim evito taxas hehe).

♦ Transporte – Como deve ter reparado, dá pra visitar muitos lugares andando a pé. Contudo, você vai precisar usar o transporte público de vez em quando. Sugiro, no primeiro dia, comprar um carnet com 10 bilhetes por 14,10€, pois o bilhete individual custa 1,90€. O ticket é aceito no metrô, RER (dentro de Paris) e ônibus.

Para o translado entre o aeroporto e o local onde vai se hospedar, prefira usar os transportes públicos de Paris. Você vai fazer uma grande economia se evitar os táxis franceses.

Alimentação – Além das dicas que já deixei no guia, você pode economizar procurando sempre estabelecimentos que oferecem formulas do dia. Principalmente para o almoço, é comum encontrar nos restaurantes a formula-midi (formula do meio-dia), entre 10€ e 16€, com um menu que inclui entrada + prato principal ou prato principal + sobremesa, ou ainda pode ser completo. Em alguns lugares, a formula inclui uma taça de vinho, mas caso não tenha, peça água da torneira que é boa para o consumo e deve ser servida gratuitamente (é lei). Outra forma de economizar, são as comidas rápidas de rua como o sanduíche na baguete e o crepe.

 

 

HOSPEDAGEM PARA 4 DIAS EM PARIS

A hospedagem é um dos itens que mais pesam em uma viagem, ainda mais se o destino for Paris. Entretanto, é possível poupar euros se você ficar em um hostel. Selecionei alguns dos melhores albergues de Paris.

paris-em-4-dias

Generator Hostel (a partir de 23€) – Presente em vários países, esse hostel oferece wi-fi gratuito, recepção 24 horas, elevador, restaurante e terraço com uma vista maravilhosa de Paris.

Youth Hostel BVJ (a partir de 19€) – Ao todo são quatro albergues em Paris. Todos bem localizados e com café da manhã incluso na diária.

Plug-Inn Boutique Hostel (a partir de 25€) – Próximo a estações de metrô e do famoso Moulin Rouge, possui elevador, wi-fi grátis, serviço de transfer de/para os aeroportos e café da manhã grátis.

 

 

Viu só?! Dá pra curtir muito Paris em 4 dias sem ter que gastar uma fortuna!

Vem Comigo? 😛

Bisou!

30 respostas

  1. Muito bom seu roteiro…Parabéns!!! Vou em maio e já anotei tudo pra seguir direitinho. =)

    1. Oba!! Fico feliz que gostou! Depois que usar, me conta a sua experiência. Bisous!

  2. Maravilha de roteiro! Estava necessitando ter base de preços de comidinhas!

    1. Oi Neuza! Que bom que gostou! =)
      Volte sempre para ver mais dicas.
      Bisous!

  3. Muito bom o roteiro e as dicas principalmente as relacionadas a alimentação. Estava um pouco assustado com Paris, mas as sua dicas mostraram que é possível economizar na cidade!
    Estarei na cidade dia 04/02/2017…
    Que venha Paris 🙂

    1. Oi, Bruno! Super dá pra comer bem em Paris e sem gastar uma fortuna. 😉

  4. Ola !!Adorei seu post .Eu estarei em Paris no final de fevereiro e pretendo comprar roupas de frio (casaco,botas) e tb roupas bacanas com preços bacanas.Oque vc pode me sugerir???Obrigada e um grande Abraço!!

    1. Fico feliz que gostou, Marilda!
      Para comprar roupas de frio com preço bom, recomendo Zara, H&M, Uniqlo e Mango.
      Nessas lojas vc encontra coisas bem legais. 😉

  5. oi Rafaela Borges adorei tds suas dicas, vou a Paris de 24 a 30/05, já faz uns 6 meses q pesquiso td e queria saber , já li em algum lugar mas n me lembro o q é RER? é ônibus, outra coisa onde.compro coisas p.lembranças tipo lojas americanas aki do brasil? e onde fica a Zara em Paris obrigrada

    1. Oi, Malu! Fico super feliz que gostou das dicas. =)
      Olha só, RER é um trem que atende Paris e região e uma loja tipo lojas americanas teria o Monoprix.
      Quanto a Zara, existem várias lojas em Paris, pertinho das Galeries Lafayette e na avenida Champs-Élysées. 😉

      Bisous!

  6. Oi Rafaela! Em Versalles da para ir e não pagar ingresso? Queria ir apenas para o jardim para fazer piquenique…
    Tksss ;))

    1. Laís, geralmente a entrada para os jardins é gratuita, exceto entre em abril e outubro nos dias de Grandes Eaux e Jardins Musicaux.
      😉

  7. Rafaela, adorei suas dicas! Para esse seu roteiro, vc acha que vale a pena o Paris Pass Lib? 5 dias? Pois ficarei 4 dias e meio em Paris. Obrigada!

    1. Oi Michelle! Fico super contente que gostou! =)
      Olha, se você pretende visitar muitas atrações pagas e não quer andar tanto a pé, pode ser interessante sim.
      O ideal é você ver direitinho o seu roteiro, pois muitos lugares tem entrada gratuita e muitas vezes você não precisa de transporte público.

      Espero ter ajudado. 😉
      Bisous

  8. Rafaela, muitissimo obrigada pelo retorno. Vou abusar um pouquinho de seus conhecimentos, posso? Estou realmente perdida, como cego em tiroteio…rs.
    Quero andar muito a pé por Paris, conhecer o maximo de ruazinhas fofas e charmosas que tenho visto nas fotos. Não sou conhecedora de artes, mas escuto que SIM, tenho que entrar no Louvre (vc concorda)? E com relação aos outros museus? Lembrando que não entendo muito de obra…rs . Unica certeza que tenho é que vou subir a Torre, barco no Sena, Versalhes…o restante tenho muita duvida. Ahhh, e não queremos gastar muito… Sendo assim, a pergunta que não quer calar : Compro Paris Pass Lib ou não? S´il vous plait aidez-moi? Bisous 🙂

    1. Oi Michelle,
      Honestamente, se vc não é muito fã de museu de arte, pode pular essa parte. No entanto, o Louvre é O Louvre, né?! hehe Vc não precisa visitar o museu inteiro, pode olhar no mapa as áreas que mais te interessam (eu amei a parte de arte egípcia). Um outro museu que acho bacana é o Museu Rodin pq tem um jardim cheio de esculturas e é bem bonito. Vc pode passear lá e tomar um café no jardim.
      Quanto ao Paris Pass Lib, como a ideia é não visitar muitos lugares pagos, eu não compraria, mas fica à seu critério. 😉

      Bisous

    1. Obrigada, Nei!! Fico contente que o post foi útil para vc. 🙂

      Bisous!

  9. Cara Rafaela
    Estive uma vez em Paris e tive oportunidade de conhecer muitos itens “obrigatórios (subi torre,museu Louvre,Champs Elysees, onibus turismo hop on hop off.passeio de barco, pont neuf,galleries Laffaiete…)mas.o tour “comidinhas locais” ficou a desejar. Seria abuso pedir umas dicas “econômicas ” ou “nao pode perder a qq preco” neste item gastronômico pra mim??. (Tb pude degustar queijos e vinhos levados pro.hotel onde hospedei, mas queria sentar em lugares gostosos e molhar a palavra????????) Vc me ajuda??????????obrigaada pelo seu precioso tempo!

  10. Em tempo, vc brilhou em suas dicas.
    Guardando todas pra próxima viagem!
    Parabéns

  11. Rafaela, outra forma de se hospedar em Paris sem gastar muito é alugar apartamento. Sempre vou com mais duas ou três amigas e é possível passar um mês pagando 400 euros cada, mais ou menos. Para quem não usa muito internet pode ser um pouco chato fazer contrato, pagar agência, essas coisas. Talvez o Airbnb funcione melhor. Eu uso a Lodgis ou Paris Atittude. Claro que com agência tem que enfrentar a caução, mas é um dinheiro que se recebe de volta e já fica para uma próxima viagem. Por dia ou semana há regras mais fáceis. Só uma dica para quem quiser passar mais tempo e saborear Paris com mais calma.

    1. Oi Jacqueline, td bem?
      Verdade! Alugar um apto é uma boa opção para economizar.
      Muito obrigada pela sugestão. 🙂

      Bisous!

  12. Adorei sua dicas,Rafaela!!Vou agora em Junho.Me disseram que há restaurantes portugueses baratos. Você conhece algum?
    Obrigada !

    1. Oi, Henrique!
      Pra ser sincera, não conheço muitos restaurantes portugueses. E os restaurantes brasileiros bons que conheço o prato varia entre 20 e 30 euros.

  13. Amei suas dicas fui para Paris a 2 semanas. E não consegui conhecer alguns lugares que mencionou, mas no ano que vem irei programar , vou pedir algumas dicas a você, fui sem guia, fica difícil conhecer tudo.
    Grande abraço.
    Simone

    1. Aiii que amor de mensagem!!!
      Fico TÃO feliz que minhas dicas te ajudaram.
      Sabe que o bom é quando a gente não consegue ver tudo de uma vez, pois assim fica um ou vários motivos para voltar, não é?! 😉

      Ps: Pode pedir dicas quando retornar à Paris. Será um prazer te ajudar!

      Bisous!

Para dúvidas, comentários, sugestões ou só para dar um Oi mesmo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *