Le Marais: Tour pelo bairro mais descolado de Paris

Le Marais: Tour pelo bairro mais descolado de Paris

Hoje vou falar de uma região que eu ADORO! Le Marais (se pronuncia “marré”) é o bairro mais descolado de Paris e uma das regiões mais ativas, com vida diurna e noturna. Situado entre o 3° e 4° arrondissement, é uma área onde você vai encontrar de tudo e uma população super cool. Gosto tanto que montei um guia para você passar uma tarde inteira batendo perna pelo bairro delícia.

 

Le Marais

bairro-le-marais-2Como está entre dois arrondissements, costumamos dizer Le Marais para a região que se encontra no 3° e Haut Marais para o 4°. O bairro é histórico e já foi muito habitado pela nobreza, até o século XIX. Após esse período, passou a ser ocupado pela comunidade judaica, presente até nos dias de hoje. Transformado em uma região turística, também se tornou o lugar favorito da galera jovem e da comunidade gay (tem até bandeiras espalhadas pela rua). Inclusive, existe uma rua animadíssima dedicada aos gays, mas cheia de simpatizantes.

No bairro Le Marais, você poderá ver desde construções antigas dos séculos XVII e XVIII, nos arredores da Place des Vosges, até lojas conceito, com o que há de mais contemporâneo. Sem contar os muitos cafés, bares e restaurantes que te deixam sem saber qual escolher.

 

 

O QUE FAZER NO BAIRRO LE MARAIS

Minha sugestão é iniciar pelo Centro Pompidou, um prédio mega moderno e cheio de canos, onde está o museu nacional de arte moderna (Musée National d’Art Moderne), a biblioteca pública, um centro para música e no topo tem um grande terraço com um espelho d’água. Do alto, você terá uma linda vista de Paris. A entrada custa 14€, entretanto a cada primeiro domingo do mês, tem entrada gratuita.

Em seguida, pode seguir em direção às lojas Fleux e BHV Marais. A BHV Marais é uma loja de departamentos, onde é possível comprar desde materiais para reformar a casa até marcas de luxo, livros e utensílios de cozinha design. Já a concept store Fleux é o paraíso de quem é fã de design e decoração – Quando entro lá, quero comprar tudo. Juro! – Nas quatro lojas, localizadas na rue Saint-Croix de la Bretonnerie, você vai encontrar objetos criativos e cheios de estilos.

le-marais-fleux

Nas redondezas das duas lojas, há várias outras com vitrines fofas e produtos interessantes. Sugiro dar uma passadinha na La Maison du Savon de Marseille (17 Rue de la Verrerie) para conhecer os famosos sabonetes artesanais e muito cheirosos da cidade de Marselha, na França. Na rua considerada gay (rue Saint-Croix de la Bretonnerie): entrar na loja Pierre Hermé e comer um dos melhores macarons de Paris; visitar a Pylones, existe no Brasil também, mas pode ser uma ótima opção para comprar lembrancinhas originais; e conhecer a loja Passage du Désir, um sex-shop com conceito boutique.

le-marais-lojas

Durante o passeio, você pode fazer uma pausa no bar cheio de charme Le Pick Clops (16 Rue Vieille du Temple) e pedir uma cerveja francesa chamada La parisienne. Ou saborear um dos muitos tipos de café da aconchegante loja La Caféothèque (52 rue de l’Hôtel de Ville). E se for fã de sanduíche, não pode deixar de passar no L’As du Fallafel (34 Rue des Rosiers) para comer o sanduíche gigante com falafel. Sempre tem fila, mas o atendimento é rápido então você não vai ficar muito tempo esperando.

le-marais-le-pick-clops

Depois dessa caminhada se deparando com muitas coisas modernas, é hora de ver um lado mais clássico do bairro Le Marais. Área onde estão as antigas mansões, chamadas de hotéis particulares, que foram habitadas por membros da nobreza e artistas famosos dos séculos passados. Destaque para a casa onde o escritor Victor Hugo viveu por 16 anos. O lugar foi conservado e transformado em um museu sobre a vida do escritor. Alguns itens da casa foram reconstituídos e os objetos pessoais foram doados pela família do autor da obra “Os Miseráveis”. Hoje, é possível visitar a Maison de Victor Hugo gratuitamente e ver onde a escrivaninha com a pena que ele usava para escrever seus clássicos.

Aproveite para caminhar pelas arcadas das mansões, onde existem várias galerias de arte e bons restaurantes. O luxuoso restaurante L’Ambroisie, instalado no número 9 desde 1986, já recebeu 3 estrelas do Guia Michelin.

le-marais-maison-victor-hugo

Na sequência, pegue um sorvete em formato de flor da loja Amorino – perto de uma banca de chapéus maravilhosos – e vá descansar as pernas na praça mais antiga de Paris. Primeira praça a ser planejada, a Place des Vosges está situada bem no meio dos hotéis particulares e tem wifi grátis. É um lugar fora da rota da maioria dos turistas, mas muito frequentado por quem mora na região. Eu gosto tanto desse cantinho que já contei um pouco da história e algumas curiosidades para a série “Minha Paris”. Vou deixar o vídeo no final do post, mas vale dar uma passada no canal do Vitrines de Paris para assistir todos os vídeos da série. Tá bem legal! =)

le-marais-place-des-vosges

Dependendo da animação, pode seguir rumo ao Haut Marais, parte menos turística do bairro Le Marais. Nessa região, pode visitar o Museu Picasso e suas mais de cinco mil obras, incluindo o quadro “Mulher sentada” – homenagem de Picasso à Françoise Gilot, que estava grávida de sua filha, Paloma. Pertinho você tem o Breizh Café, com os melhores crepes de Paris. Faça um favor à você mesmo e coma um crepe acompanhado de uma sidra artesanal. Garanto que você não irá se arrepender!

le-marais-picasso

AVISO: Na região também tem o museu Carnavalet, dedicado à história da França. Mas, infelizmente, está fechado e a previsão de reabertura está prevista para 2019.

 

LUGARES OPCIONAIS

le-marais-st-paul

 

♦ Marché des Enfants-Rouges – o mercado mais antigo de Paris, com cara de feira de rua, é um ótimo lugar para provar culinária de outros países. Cheio de bancas de frutas, de legumes e de comida, é o lugar favoritos dos parisienses aos finais de semana. Ps.: Tem um restaurante italiano que serve uma massa com trufas maravilhoso. (9 Rue de Beauce)

♦ Square du Temple – já foi prisão na Revolução Francesa, convento e até quartel. Mas hoje é um parquinho tranquilo, com um mini lago e diversas plantas. É charmosinho e um bom lugar para as crianças brincarem. (64 Rue de Bretagne)

♦ Igreja de Saint Paul – para quem é religioso ou fã de arquitetura, essa igreja é muito bonita, tanto por fora quanto por dentro. (7 Passage Saint-Paul)

 

 

 

RESTAURANTES NO BAIRRO LE MARAIS

restaurantes-le-maraisBenedict Com nome auto explicativo, o lugar é especializado em ovos benedict. O menu oferece variações do prato tipicamente americano. Uma sugestão é pedir o prato “Traditionnel”, com ovos benedict, bacon de peru, espinafre e molho holandês. É uma delícia e custa 13 euros. (19 Rue Sainte-Croix de la Bretonnerie)

Chez Janou Já falei desse restaurante em outros posts, mas como está ao lado da Place des Vosges, fica como sugestão para quem estiver com vontade comer alguma receita francesa. (2 Rue Roger Verlomme)

Hanoi – Esse restaurante é a opção para sair do comum e provar uma culinária típica do Vietnã. O local não é muito grande, mas é aconchegante e com um simpático serviço. (41 rue Ste Croix de la Bretonnerie)

Robert et Louise – Se bater aquela vontade de comer uma carne assada dos deuses, esse é o lugar perfeito. Com uma decoração rústica, o restaurante oferece aos seus clientes carne assada no fogão à lenha. Um prato para duas pessoas sai 42 euros, aproximadamente. (64 rue Veille du Temple)

 

 

HOSPEDAGEM NO BAIRRO LE MARAIS

le-marais-hoteis
♦ Le Relais du Marais – Com uma recepção 24h e multilíngue, facilita a comunicação com os hóspedes. O hotel ainda oferece, wifi gratuito, quartos para famílias e permite animais de estimação. Diárias a partir de 94 euros. 

♦ Hotel du Petit Moulin – Hotel boutique totalmente decorado pelo estilista francês Christian Lacroix, possui cada quarto com um estilo único. O hotel dispõe de estacionamento, wifi gratuito, banheiro com roupão de banho e várias outras comodidades. Diárias a partir de 170 euros.

 

 

 

LE MARAIS – PLACE DES VOSGES

 

E aí, gostaram do guia? Sugestão de algum outro lugar incrível? Conta aqui nos comentários! =)

 

Bisous!

5 respostas

  1. Adorei seu blog! Na verdade achei super diferente de todos que já li… Muito legal mesmo! Parabéns!

    1. Oi, Pamela! Td bem?
      Fico mega feliz em saber disso. Muito obrigada!! =)

  2. Ameeei todas as dicas!! A do pôr do sol com vinho rose faremos certamente!

    Sobre o Le marais então.. vouu me hospedar 10 dias lá.. do ladinho do Pompidou.
    Tou mega feliz com as dicas!

  3. Bonjour!

    Vivo em Bruxelas e vou frequentemente à Paris! Hoje vamos visitar Le Marais, seguindo suas sugestões. Logo conto como foi…

    Amando suas dicas!

    Bisou

Para dúvidas, comentários, sugestões ou só para dar um Oi mesmo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *