Montmartre: Guia perfeito para um dia no bairro mais charmoso de Paris

Montmartre: Guia perfeito para um dia no bairro mais charmoso de Paris

Primeira vez em Paris? Então você precisa conhecer Montmartre, e se perder pelas ruas tranquilas com casas cheias de charme, história e arte. O ideal é reservar pelo menos um meio dia para passear tranquilamente e aproveitar bem.

O principal ponto turístico de Montmartre é a Basílica Sacré-Cœur que fica bem no topo da colina. Entretanto há vários outros lugares para você descobrir durante a caminhada.

Para te ajudar, separei algumas sugestões do que fazer, como chegar, onde comer e até onde se hospedar. Mas para começo de conversa, acho válido te contar um pouco mais sobre o bairro que foi cenário do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”.

 

pelas-ruas-de-montmartre

BAIRRO DE MONTMARTRE

Um dos meus bairros em Paris que eu mais gosto, Montmartre é considerada uma das regiões mais boêmias da Cidade Luz. Principal razão para esse título é o fato de ter sido o local de encontro e residência de muitos artistas da época.

Em uma época muito festiva, chamada de Belle Époque, era normal cruzar pelas ruas (e cabarés) de Montmartre pintores renomados como Picasso, Salvador Dali, Monet, além de vários nomes importantes.

Situado na região norte de Paris, no 18° arrondissement, em uma colina. Com muitas ruas arborizadas, construções antigas conservadas, seus artistas de rua e seus cafés, é um local de contrastes, na minha opinião. Ao mesmo tempo que tempo ruas movimentadas e cheias de turistas, encontramos ruas bucólicas e tranquilas. Motivo pelo qual acho uma das regiões mais charmosas e românticas de Paris.

 

O QUE FAZER EM MONTMARTRE

Você pode iniciar o seu passeio descendo na estação de metrô Blanche (linha 2), frente a um dos cabarés em Paris mais famosos: o Moulin Rouge. Lugar que já foi frequentado por muitas pessoas famosas e está presente em várias obras de Toulouse-Lautrec.

Além de tirar fotos da sua fachada marcante toda em vermelho, você pode voltar a noite e assistir à um espetáculo de cabaré, com muito cam-cam. Importante dizer que os shows acontecem a noite, em dois horários, e é preciso reservar com antecedência. Os preços variam entre 87€ e 420€ – vai depender se é com jantar incluso ou não.

Continuando o passeio, você pode seguir em direção ao Café des Deux Moulins (15 rue Lepic), onde trabalhava Amélie, no filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”. Desde o filme, local faz sucesso entre os turistas. Vale tomar um café para fazer fotos, mas não recomendo para fazer uma refeição – preços salgados pela qualidade do menu e atendimento.

muro-eu-te-amo_montmartre

Próxima parada é em um lugar bem romântico: Le mur des je t’aime, ou muro do eu te amo em português (rue des Abbesses). É um muro com a frase “eu te amo” escrita em mais de 200 idiomas. Se estiver com o seu amor, esse é o momento de se declarar.

Na rua de trás do muro, está a rue des Trois Frères, onde está uma vendinha que também aparece no filme de Amélie Poulain, se chama Au Marché de la Butte. Na mesma área está a praça Place Émile-Goudeau – local onde Picasso manteve por um tempo o seu atelier.

Le-Passe-Muraille_montmartre

O lugar em si não tem nada de mais, contudo o café próximo dali chamado Le Relais de la Butte tem uma vista bem bacana da cidade. Você fazer uma pausa para beber algo, até mesmo um café da manhã tipicamente francês.

Seguindo a caminhada, você vai até o Le Moulin de la Galette, antigo restaurante que também já foi frequentado por célebres pintores. Com um menu francês, pode ser uma opção para almoçar ou jantar. Falando em comida, na mesma rua tem o Le Coq Rico (98 Rue Lepic), restaurante francês especializado em pratos com aves.

Não muito longe, você encontra o Le Passe-Muraille, uma escultura de um homem que parece estar saindo de dentro do muro. Merece umas fotos! Depois ande em direção à Place Dalida – praça dedicada à uma famosa cantora francesa. Dali você tem um belo ângulo da Basílica Sacré-Cœur, seguindo de uma pequena rua sinuosa e muito charmosinha (é um dos meus lugares favoritos para tirar fotos).

Deste ponto, você tem duas opções para seguir o seu caminho. Descer as escadas em direção à fotogênica estação Lamarck – Caulaincourt – também aparece no filme da Amélie Poulain e Bastille Day. Ou seguir direto pela Rue de l’Abreuvoir, passando pela Maison Rose – café e restaurante que os instagrammers e os noivos adoram fotografar.

montmartre-outono

Andando poucos metros, é possível visitar o Musée de Montmartre, museu dedicado à história do bairro. Além de um acervo com muitas imagens e fatos interessantes, há um pequeno café no jardim que inspirou o pintor Renoir. Inclusive, foi mantido o balanço que ele replicou em sua obra “La balançoire” (“O balanço“). lugar é uma delicinha! Caso não queira visitar o museu, é possível acessar apenas o café e assim fazer uma pausa na caminhada.

A partir daqui, você vai entrar na área mais turística do bairro, situada nos arredores da Place du Tertre (ou Praça dos artistas). As ruas aqui são cheias de lojas de lembrancinhas e pinturas, mas há também vários bares e restaurantes. Sem falar, dos artistas e músicos de ruas que compõe toda a vibe pitoresca de Montmartre.

Ah, não posso deixar de falar do bar e restaurante Le Consulat, um clássico do bairro. Apesar de ser o queridinho dos fotógrafos, não é o melhor lugar para beber ou comer algo. Devido a sua localização, os preços são inflacionados e o serviço é ok. No final do post, dou algumas dicas de bons lugares 😉

montmartre-place-du-tertre

Não muito longe, está a esperada Basílica de Sacré-Coeur, toda branquinha e linda! Faça um tour dentro da basílica e termine seu passeio relaxando nas escadarias que ficam bem em frente. Por estar no ponto mais alto de Montmartre, você tem uma uma vista maravilhosa de Paris. Se for no final da tarde, você pega o pôr-do-sol.

⇒ Vale dizer que nos finais de semanas, essas ruas chegam a ficar bem lotadas. Caso queira mais tranquilidade, procure ir no período da manhã.

 

CASO QUEIRA UM POUCO MAIS…

dali-paris_montmartre

♦ Cúpula da Basílica: Confesso que me faltou coragem para subir os 300 degraus. Mas se você tiver fôlego, pode ir até a cúpula e apreciar a Cidade Luz bem do alto. A cúpula abre diariamente, das 08h30 às 20h (entre maio e setembro) e das 09h às 17h (de outubro a abril). Quanto ao valor, é preciso checar no site oficial, pois muda frequentemente. Para acessar o site, clique aqui > Le Dôme.

♦ Cabaret Restaurant Au Lapin AgileÉ o cabaré mais antigo de Paris e que funciona até hoje como restaurante e casa de shows. O lugar já foi bastante frequentado por artistas da Belle Époque –Renoir e Picasso são alguns nomes.

Musée Dali Paris: pequeno museu dedicado ao artista espanhol Salvador Dali. O acervo permanente é composto por pinturas, gravuras, objetos, esculturas e móveis no estilo surrealista. Junto com o museu, há uma galeria com réplicas de diversos objetos e quadros de Dali.

Marché Saint Pierre: Com quase meio século, o mercado é o paraíso para quem busca tecidos, aviamentos e fantasias.

Belle de JourUma loja especializada em frascos de perfumes. É possível encontrar frascos antigos e alguns bem caros, feitos de cristal. Para quem é fã de perfumes, assim como eu, vale a ida até a loja.

 

BARES E RESTAURANTES EM MONTMARTRE

resto-Moulin-de-la-Galette

Le Moulin de la Galette – Restaurante de gastronomia francesa, já recebeu até estrela Michelin. É um lugar clássico, presente nas obras de Van Gogh, e com pratos custando em torno dos 22€. RESERVA ONLINE [83 Rue Lepic, 75018]

La Taverne de Montmartre – Com estilo rústico e ambiente gostosinho, este restaurante serve pratos da gastronomia francesa. Se for à Montmartre no inverno, sugiro passar lá para provar uma raclete – prato francês comum no frio. [25 Rue Gabrielle, 75018]

♦ Le Coq Rico – Comandado pelo chefe estrelado Antoine Westermann, esse restaurante francês especializado em pratos com aves. Os preços dos pratos variam entre 30€ e 80€, porém no horário do almoço, há um preço especial. O prato do dia sai 15€ e uma taça de vinho 5€. Para o jantar, sugiro reservar com antecedência. RESERVA ONLINE [98 Rue Lepic]

♦ Terrass” Hotel – o bar e restaurante desse hotel possui uma vista sensacional, além de bons drinks. Minha dica é ir no final do dia e ver o pôr-do-sol de lá. Te garanto que não vai se arrepender! [12-14 Rue Joseph de Maistre]

 

hospedagem-montmartre

SUGESTÕES DE HOSPEDAGEM NO BAIRRO

Maison Souquet: todo decorado para você reviver a Belle Époque de Paris, esse hotel oferece quartos aconchegantes, spa, piscina e um bar que tem feito sucesso entre os parisienses. Os coquetéis são ótimos!

Splendid terrace magnificent view: com cama de casal e uma varadinha para admirar a bela vista de Paris, esse apê de Airbnb é perfeito para duas pessoas.

Plug Inn: hostel localizado próximo a Basílica Sacré-Cœur, oferece dormitórios e quartos privados. Cada quarto tem um banheiro equipado com chuveiro, WC e secador de cabelo.

 

Me conta o que achou do guia de Montmartre? Foi útil? Quero saber!

Bisous!!

19 respostas

    1. Oba!! Sandra, pode deixar que vou te mandar ótimas dicas. ?

  1. Oi Rafa!

    Antes de conhecer Paris, ouvi falar que a água para tomar banho aí resseca os cabelos, principalmente das brasileiras. Quando estive aí percebi que meu cabelo sentiu a diferença.
    Poderia fazer um post sobre isso, falando se é verdade e dicas de como resolver o problema.

    Adoro seus posts
    Bjos

    1. Oi Jana! Fico super feliz que gosta dos meus posts. =)
      Sabe que estou planejando fazer uma parte só sobre a vida na França?!
      E essa é uma ótima ideia para um dos posts. Obrigada! ?

  2. Oi Rafa !!!! Adorei v/C ter atendido o meu pedido, fiquei só relembrando e C/ muita vontade de ir até aí, tá muito frio aí????

    1. Oi Carmen! Que bom que gostou! =)
      Agora tá frio sim, mas ainda não tanto. O frio mesmo vai chegar já já hehe

  3. Seguimos o roteiro e amaaamos! Mas olha, como Montmartre tem escada hein hahaha mas vale a pena cada minuto do sedentarismo!
    Gostamos principalmente de andar sem rumo pelas ruazinhas, pena que quando fomos descansar um pouco na La Maison Rose, ela estava fechada. Mas, apenas mais uma desculpa para voltar a Paris <3
    Beijos Rafa!

    1. Ai que demais!!
      Realmente são muitas escadas e subidas, mas são tantos detalhes que valem o esforço hehe

      Bisous! ????

  4. em breve estou chegando na cidade luz e amando as dicas do seu blog!
    Obrigada!!!

  5. amei as dicas… chego na segunda quinzena de maio… até já!!!

  6. Olá! Li a respeito desse bairro em outro blog. Vale a pena então se hospedar nesse bairro? Parece que tem umas opções mais baratas do que nos bairros mais centrais.
    Estou indo no fim de setembro e vou ficar 3 dias, depois sigo para o vale do loire para mais 2 dias. É uma boa divisão de tempo?
    Última dúvida: como estará o clima no final de setembro?

    Obrigada!!

  7. Olá,
    Agradeço o CONTEÚDO deste post.

    Um grande abraço.

  8. Olá,
    Pena não ter chegado aqui antes,ontém mesmo fizemos uma visita rápida no bairro,(eu e o meu filho de 11 anos) e passei no muro de “Eu te amo” O muro esta em ,um jardim super descuidado ,pequeno e PERIGOSO,presenciamos um batedor de carteira tentar levar a mochila de um turista mega descuidado,que se empolgou a tirar fotos,deixando a sua mochila ao alvo desse tipo de delingüentes,que chegou a pegar a mochila e saiu andando,a sorte que o dono sentiu falta,e a recuperou,o ladrão devolveu e o dono da mochila reagiu com um Bom ” Merci”.
    Logo os 2 deligüestes continuarão ali a la espera da próxima victima.A Policia apareceu no jardim,mais não foi por causa dessa tentativa de roubo,e eu discretamamente avisei de que havia dois individuos suspeitoso.Os 2 percapitando a presencia dos policias,sairão do jardim tentando se misturar no meio dos turistar,onde esta o carousel…(disfarçados com malas,como um turista recem.chegado no local,estratégia utilizada).
    Espero que policias tenhão conseguido aborda -los,o maximo que pude observar foi os policias correndo atras dales.
    Eu tinha tanto medo (A final tinha denunciando esses deliquentes),e o meu filho também, eu me tremia toda,e ao mesmo tempo tentava tranquilizar o meu filho.A final subimos andando até a igreja por essas ruzinhas tão charmosas e o panico foi saindo do corpo.
    Está foi a minha experiencia no muro do “Eu te amo” juntamente com o meu filho.

    Desculpa o texto tão enorme,fica a dica…Denuncie se ver algo suspeitoso.
    Por um mundo com mas “AMOR e RESPEITO ao Proximo.

    Abraços a tod@s.

    1. Oi Marcia, obrigada por compartilhar a sua experiência. Sinto muito que não foi uma das melhores.
      Infelizmente Paris não está livre de batedores de carteira. Acho que é um grande problema das cidades turísticas…
      Por isso que sempre aconselho a ficar de olho, não é pq estamos na Europa que estamos 100% seguros =/

  9. olá Rafaela!
    Em quanto tempo mais ou menos daria para fazer este roteiro? Estou indo no fim do ano e penso em reservar a parte da tarde para Montmartre, e reservar a manhã para ir em La Defense, é suficiente?

    1. Oi Sheylla,

      Você consegue fazer em uma tarde, tranquilamente. 😉

  10. Olá! Quero deixar meu registro de agradecimento pelo compartilhar de dicas e experiências em Montmartre! Passei meu último dia em Paris curtindo esse bairro super charmoso e suas sugestões fizeram com que meu dia rendesse muito! Fui do estádium até o Molin de metro e então comecei a desbravar as ruas de Montmartre! Valeu a pena e super recomendo seu blog! Parabéns e muito sucesso na sua caminhada! Obrigada.

Para dúvidas, comentários, sugestões ou só para dar um Oi mesmo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *