Museu Rodin: Um dos museus mais bonitos da Cidade Luz

Museu Rodin: Um dos museus mais bonitos da Cidade Luz

Você provavelmente já deve ter visto pelo menos uma obra de Auguste Rodin. Se duvidar, você até já imitou a pose de uma das esculturas mais famosas desse artista. Lembra da escultura “O Pensador”? Então, é dele! 😉 O que talvez você não saiba é que existe um museu dedicado as obras do artista francês. O Museu Rodin tem a vantagem de estar um pouco fora da rota dos turistas que visitam Paris. Com isso, você tem menos filas e consegue passear tranquilamente pelo jardim que é lindo. É um dos meus museus favoritos aqui em Paris!

Antes de começar a falar sobre o museu, acho válido você saber sobre a história desse artista conhecido mundialmente.

 

 

Quem foi Auguste Rodin

museu-rodin-auguste1Autodidata, Rodin nasceu e viveu parte da sua nos subúrbios de Paris. Iniciou seu interesse pelas artes e desenhos quando ainda era criança. Aos treze anos entrou na Petite École, escola especializada em arte e matemática. Após os estudos, trabalhou como artesão e até como designer em uma fábrica de porcelana de Sèvres. Com o passar dos anos, Rodin foi ganhando mais visibilidade e as suas obras começaram a fazer sucesso.

Diferente de vários artistas, Rodin conseguiu aproveitar o reconhecimento de suas obras e a fama antes de morrer. Até hoje, Rodin continua sendo um dos poucos escultores conhecidos fora da comunidade das artes visuais.

Uma curiosidade é que em maio de 2016, a escultura “A Eterna Primavera” foi leiloada e o valor do arremate final foi um pouco mais de 20 milhões de dólares. A obra esculpida num único bloco de mármore, 80 centímetros de comprimento e 66 de altura e pesa 154 quilogramas, foi a obra mais valorizada (e mais cara) de Rodin, até o momento.

 

 

História do Museu Rodin

O museu foi inaugurado em 1919 no Hôtel Biron, local onde Rodin usava como oficina de criação. A ideia de criar um museu veio do próprio Rodin. Ele doou a sua coleção de escultura ao governo francês, mas pediu em troca que o prédio do Hôtel Biron fosse transformado em um museu dedicado às suas obras. A partir disso, o espaço todo, incluindo o jardim do lado, passou a abrigar mais 300 obras de Auguste Rodin e algumas pinturas de Monet, das coleções pessoais do artista francês.

O Museu Rodin ainda tem uma sala com obras de Camille Claudel (a artista foi aluna, assistente e amante de Rodin) e um restaurante no jardim. Uma dica é pegar alguma bebida para beber enquanto caminha entre as esculturas do jardim.

museu-rodin

 

o-pensador-rodin

 

A escultura O Pensador

A famosa escultura de bronze “O Pensador” (Le Penseur), inicialmente era chamada de “O Poeta” e fazia parte de um portal monumental baseado na Divina Comédia. O artista francês procurou retratar Dante em frente aos Portões do Inferno, mas de uma forma heróica e sem deixar de representar o pensamento assim como a poesia. E foi por este motivo que ele fez a escultura nua (espertinho rs).

A obra caiu no gosto e passou a ser produzida em escala. Atualmente, são mais 20 cópias espalhadas pelos museus do mundo. Inclusive, uma está no Brasil, no Instituto Ricardo Brennand na cidade do Recife, Pernambuco.

 

 

 

MAIS OBRAS DE RODIN

Nem só de “Pensador” vive o Museu Rodin. Existem várias outras obras incríveis tanto dentro do prédio quanto no jardim. É uma delícia ir passeando pelo jardim e admirando as esculturas em ambiente natural.

museu-rodin-porta-inferno

 

O Beijo

É uma outra obra bastante conhecida e que está no museu, dentro do prédio. A escultura de mármore retrata o caso amoroso de Rodin com a sua assistente Camille.

Porta do Inferno

Foi produzida por Rodin a pedido do Museu de Artes Decorativas de Paris o qual havia sofrido um incêndio. Com o tema Divina Comédia de Dante, tem 180 figuras produzidas em bronze. Foi a partir dessa obra que surgiu a escultura “O Pensador” e outras, em tamanhos maiores.

Três Sombras

Foi inspirada nas almas dos condenados que estão na entrada do Inferno, apontando para a frase: “abandone a esperança, vós todos os que aqui entram“.

 

 

rodin-obras-2  tres-sombras-rodin  rodin-obras-3

 

Informações Práticas do Museu Rodin

Endereço: Musée Rodin – 79 Rue de Varenne, 75007 – Paris

Horário: Aberto diariamente, exceto segunda-feira, das 10h as 17h45

Ingressos: 11,30€

Como chegar: Estação Varenne (linha 13)

Site: www.musee-rodin.fr

DICA: O museu tem entrada gratuita a cada primeiro domingo do mês. 😉

museu-rodin-2

 

Bisous! 😉

 

⇒ LEIA TAMBÉM:

Seleção de museus em Paris que você deve visitar (além do Louvre)

8 Pontos turísticos obrigatórios para a primeira vez em Paris

Super dicas de Paris para você embarcar com tranquilidade

2 respostas

  1. Oi Rafaela Borges. Que felicidade deve ser morar em Paris. Parabéns. Visitando Paris pela segunda vez, (amo) , e amante das artes que sou, desta vez, estava no meu roteiro

    O Museu Rodin. Foi um pouco decepcionante. Sim, o jardim deveria ser lindo . O lago estava sujo. As colunas em volta do lago estavam sem as esculturas. Os caminhos pelas

    alamedas eram de terra solta e pedregulhos que dificultavam o caminhar. As esculturas não estavam no lugar que o mapa mostrava. Não havia uma descrição ou nome da obra em cada escultura.

    Não havia avisos que isto estava ocorrendo por algum motivo. A esculturas são belíssimas. Sei que não tens nada e ver com isso, mas não sei porque me senti a vontade para te contar já que não tenho amigos em Paris e

    talvez possas passar para o Museu o que eu e muitas pessoas vimos e lamentamos. Um abraço. À bientôt.

    1. Poxa, que chata sua experiência 🙁
      Talvez tenha sido logo depois da semana de moda? O museu as vezes é usado para desfiles…

Para dúvidas, comentários, sugestões ou só para dar um Oi mesmo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *