Passeio em Paris: Ideias para quem já conhece a capital francesa

Passeio em Paris: Ideias para quem já conhece a capital francesa

Conhecer a capital francesa toda logo numa primeira vez é impossível, fora que o bom mesmo é sempre deixar motivos/desculpas para retornar à algum lugar, principalmente se esse lugar for Paris. Um passeio em Paris sempre é uma nova descoberta até mesmo para quem mora na cidade há anos.

Então resolvi escrever esse post que serve para quem já visitou a Torre Eiffel e demais pontos turísticos de Paris, bem como quem busca fugir dos clichés. Selecionei alguns lugares que eu que considero interessantes para serem explorados.

Além dos programas para fazer em Paris, sugiro você fazer bate-volta para conhecer as cidades vizinhas, como Giverny e Chartres, por exemplo.

palais-royal-passeios-em-paris

Palais Royal

Situado nos arredores do Museu do Louvre, o Palais Royal é um antigo palácio com vários segredinhos. Começando pelo seu jardim tranquilo, com um lago, árvores, flores e várias cadeiras para você ficar de boa, descansando, lendo um livro ou até mesmo fazendo “vários nadas”.

O pátio do Palais Royal, delimitado por colunas, também é destaque. Se tornou mais frequentado por turistas, principalmente, após a instalação das obras de arte do artista Daniel Buren – as famosas colunas irregulares e listradas espalhadas pelo chão. O estilo contemporâneo faz um belo contraste com a arquitetura clássica do palácio.

Você ainda pode fazer uma caminhada pelas passagens laterais e descobrir várias lojinhas interessantes. Inclusive, tem um brechó com coisas de marcas de luxo que mais parece um museu, com objetos que foram conceito décadas atrás. Nessa mesma parte, você também encontrará bons restaurantes, como Restaurant du Palais Royal. Se quiser fazer uma pausa para um café, você tem o Cafe Kitsune como opção.

Endereço: 8 Rue de Montpensier, 75001 Paris

passeios-em-paris-catacumbas

Catacumbas de Paris

Não é o passeio mais bonito, eu sei! Entretanto é uma ideia para quem busca experiências diferentes. As Catacumbas de Paris foram abertas ao público no início do século XIX e recebem turistas desde 1867.

Antes de se tornar lugar turístico, as catacumbas tinham a função de armazenar os cadáveres e ossos de diferentes cemitérios da cidade, para evitar que a população vizinha desses cemitérios fosse contaminada pelo excesso de matéria orgânica em decomposição.

Então foi decidido que os antigos túneis subterrâneos das pedreiras de Paris seriam usados para armazenar as ossadas. Inicialmente, os ossos eram jogados de qualquer modo. Só na época do Império francês que as catacumbas foram organizadas, formando verdadeiras paredes de ossos.

Para visitar, o local está aberto de terça a domingo, das 10h às 20h30, e o bilhete com audioguia sai 29€. Ah, uma dica é ir no período da manhã, pois mesmo não sendo mega turístico, pode rolar uma fila básica dependendo do horário.

Ingressos: 13€ (catacumbas + exposições)

Endereço: 1, Avenue du Colonel Henri Rol-Tanguy, 75014 Paris

 

passeio-em-paris-coulee-verte

Coulée Verte

Que tal fazer um passeio em Paris de um jeito diferente? Não estou falando do passeio de barco pelo rio Sena, que também é uma boa opção. A dica aqui é fazer uma caminhada por uma antiga linha de metrô que foi desativada e transformada em uma passarela com muito verde.

Ao todo, dá uns 4km de percurso, começando em Bastille e terminando pertinho do Bois de Vincennes. Uma boa parte do passeio é no alto, passando por cima das ruas, e a outra parte é em terra e ótima para terminar o passeio andando de bike.

Aberta ao público, a Coulée Verte também dispõe de espaços que podem ser interessantes para observar a cidade ou até mesmo fazer um piquenique, se o tempo colaborar.

Endereço: 1, Coulée verte René-Dumont, 75012 Paris

 

passeio-em-paris-torre-montparnasse

Torre de Montparnasse

Na mesma região das Catacumbas de Paris você tem um ótimo lugar para ver do alto os principais pontos da capital francesa, incluindo nossa Dama de Ferro. O edifício mais alto de Paris está localizado em frente à estação de trem e metrô Montparnasse e gera polêmica desde a sua criação. Muitos franceses não gostam do prédio porque, segundo eles, foge do contexto e “estraga” a arquitetura clássica da cidade.

Bonito ou não, o fato é que do alto desse arranha-céu de 210 metros, você tem uma das melhores vistas de Paris. Além da visão panorâmica, há um bar, uma loja de lembrancinhas e uma área para exposições.

Uma dica: do último andar (59°), na parte sem janelas de vidro, você consegue ver o pôr do sol (foto). É maravilhoso!!

Ingressos: 17€

Endereço: 33 Avenue du Maine, 75015 Paris

 

passeios-em-paris-Parc-André-Citroen

Parc André Citroën

Esse é lugar que foge bem da rota da maioria dos turistas, mas é uma maldade. O parque foi criado onde existia uma fábrica de automóveis (daí a origem do nome) e é um ótimo lugar para ir com crianças, bem como fazer um piquenique em Paris.

Contudo, o grande destaque desse parque é um balão que sobe até 150 metros de altura. O passeio dura uns 10 minutos e o valor cobrado é 11€ para adultos e 5,50€ para as crianças, e

Endereço: 2 Rue Cauchy, 75015 Paris

 

passeio-em-paris-marche

Le Marché des Enfants Rouges

O mercado mais antigo de Paris é um ótimo programa para o final de semana. É também um local bastante frequentado pela galera descolada que mora em Paris. No estilo “Mercadão de São Paulo”, esse mercado tem tanto produtores locais vendendo produtos frescos, quanto restaurantes.

É por este motivo que sugiro que você reserve um dia para conhecer o Marché des Enfants Rouges e, claro, provar uma das diferentes gastronomias que você vai encontrar lá. Como disse, são várias opções, mas eu gosto muito de um restô italiano que serve uma massa com trufa de comer rezando, e um outro com pratos típicos das Antilhas bem saborosos (e um pouco picante).

Ah, depois do almoço, aproveite para passear na região do mercado que é uma delícia. Te garanto que será um passeio em Paris pra se sentir como um “local”.

Endereço: 39 Rue de Bretagne, 75003 Paris

 

belleville-passeio-em-paris

Belleville

Para quem quer conhecer um outro lado de Paris, o bairro Belleville é perfeito. Antigamente a região era mal vista, por ter uma grande concentração de imigrantes e pessoas da classe operária. Entretanto, tudo mudou e hoje é uma parte multicultural, hype e cheia de vida. É o novo queridinho da galera descolada e hipster.

Se você é fã de street art, em Belleville você encontrará trabalhos belíssimos. Inclusive tem a pequena Rue Dénoyez, conhecida por ter as paredes dos dois lados toda grafitadas. No final dessa mesma rua, está o café Le Barbouquin, com muitos livros compondo a decoração e um cheesecake MARA!

A região ainda guarda lembranças da época em viveu a cantora francesa Édith Piaf. É possível ver a fachada onde ela morou quando criança e, não muito longe, visitar um pequeno museu particular com objetos pessoais da cantora.

Dois outros lugares que você pode explorar é o Parc de Belleville, com uma vista da cidade super legal, e Cemitério Père Lachaise, onde estão sepultados vários artistas famosos.

⇒ O que fazer em Belleville: Guia com passeios, bares e restaurantes

passeios-em-paris-jardin-des-plantes

Jardim de Plantas e Museu de História Natural

Um lugar com muitas possibilidades é o Jardim de Plantas de Paris. Na mesma área, está o jardim botânico, com estufas que simulam diferentes climas, parque zoológico, rosário com rosas lindíssimas, a galeria sobre a evolução, museu do homem, galeria de mineralogia e geologia, galeria de paleontologia, entre outros. É um super programa para fazer em um meio dia.

Vale avisar que algumas partes são gratuitas, como o jardim, e outras são pagas. Para saber melhor, sugiro acessar o site oficial do Museu de História Natural e verificar o preço do ingresso das galerias que deseja visitar.

Endereço: 57 Rue Cuvier, 75005 Paris

 

passeio-em-paris-mesquita

Grande Mesquita de Paris

Colada com o Jardim de Plantas, a Grande Mesquita de Paris tem uma parte aberta aos não praticantes da religião muçulmana. O edifício, todo em estilo hispano-mouresco, possui um restaurante, salão de chá e hamman – nome dado os banhos turcos, com saunas a vapor, massagens e exfoliações.

Para mim, o grande destaque da mesquita é mesmo salão de chá que possui uma área aberta bem charmosinha para você tomar um chá de menta delicioso e provar vários quitutes. O meu favorito é bolo de pistache maravilhoso!

Endereço: 2bis Place du Puits de l’Ermite, 75005 Paris

 

passeio-em-paris-Opera-Garnier

Ópera Garnier

Fundada em 1669 por Luís XIV, a Ópera Garnier foi primeira companhia de ópera de Paris. Com um interior luxuoso e rico em detalhes, até hoje recebe em seus palcos os principais espetáculos de dança, teatro e música do mundo. Pertinho das Galeries Lafayette, também mantém uma escola e uma companhia de dança.

Além dos espetáculos, o local que já foi citado na obra “O Fantasma da Ópera”, de Gaston Leroux, está aberto para visitas, e vale muito a pena conhecer. Caso queira fazer uma visita guiada, a empresa ParisCityVision oferece uma visita guiada a pé do Palais Royal até à Opera Garnier por 37 euros, em inglês, espanhol e francês.

Se escolher assistir à um espetáculo de balé ou um concerto, recomendo jantar no restaurante dentro das instalações da ópera.

Endereço: 8 Rue Scribe, 75009 Paris

 

passeio-em-paris-galerie-vivienne-4

Passagens cobertas

Os urbanistas de Paris criaram um labirinto de passagens escondidas em toda cidade. Ao longo dos anos, muitas caíram em desuso e algumas demolidas. Entretanto, se souber onde procurar, você ainda pode entrar em uma arcada no estilo belle époque ou uma galeria totalmente art nouveau. Destaque para a Galerie Vivienne, uma das mais famosas, com a sua belíssima arquitetura, mosaicos delicados no chão e suas lojas originais.

Ainda não Galerie Vivienne você tem um restaurante com uma decoração toda moderna. Instalado no mesmo lugar da lendária boutique de Jean Paul Gaultier, o restaurante Daroco serve pizzas bem no estilo italiano. Em tempo, aproveite para caminhar nos arredores da passagem.

Além dessa passagem coberta, existem várias outras espalhadas por Paris e que te levam para uma outra época.

 

E aí, o que achou da dica? Tem algum outro lugar que você recomenda? Me conta nos comentários. 😉

Bisous!

17 respostas

  1. Adorei as dicas, só acho que a Ópera Garnier devia estar na lista da primeira visita à Paris de todo mundo, é muito maravilhoso!

    1. Verdade, Paula! Mas sabe que a maioria acaba deixando de lado. Grande desperdício, né?! =/

    1. Oi Gabriela, td bem?
      Fica tranquila que irei te incluir na lista para receber os novos posts. 😉

  2. Ótimas dicas! Recomendo o Museu Nissin de Camondo, é fantástico e tem uma história emocionante! Logo colado ao museu tem o Parc Monceau, um parque lindíssimo quebrá-lo a visita com certeza!

    1. Ótima dica, Celise!! É um museu sensacional mesmo. Obrigada pela contribuição. 😉

      Bisous

  3. Desculpem, o teclado me traiu…quis dizer * que vale a visita!

  4. Gostei muito das dicas, vou anota-las porque sonho voltar a Paris.Obrigada

  5. Muito bom! Estou retornando a Paris pela quarta vez, e alguns desses lugares eu ainda não conheço. Foi muito útil, obrigada!

    1. Oi Gabriela,
      Que bom que o post foi útil. =)
      Volta sempre para conferir as novas dicas.

      Bisous!

  6. Aguardando suas dicas… estarei em Paris, no mes de julho,

  7. Olá pessoal! Gostei muito das dicas mas
    seria legal se ao final de cada uma delas
    houvesse a informação de como chegar
    de metrô. Facilitaria bastante!
    Abs

  8. Estou em Paris até domingo e gostaria de fazer coisas diferentes do turismo convencional.

Para dúvidas, comentários, sugestões ou só para dar um Oi mesmo:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *